logo latino pagina.fw      Flag of United Kingdom Flag of Spain Flag of Brazil

gpsmar top web

A Reserva Marinha de Galápagos foi a primeira do Equador e atualmente é a segunda maior do mundo, ou seja, possui 133.000 km² que também são considerados como Patrimônio Natural da Humanidade (foi incluída nessa lista apenas em 2001). A conservação marinha tomou força em 1986 com a necessidade de controlar a prática ilegal da pesca e a exploração dos recursos do mar, esse ano é considerado como o ano da criação da reserva. Em 1998 através da Lei Orgânica de Regime para a Conservação e Desenvolvimento Sustentável de Galápagos, ampliam essa área. Que passa a ser formalmente denominada Reserva Marinha de Galápagos (RMG). Até o momento foram reportadas 2.900 espécies marinhas, sendo que 25% são organismos endêmicos das Ilhas Galápagos, aonde estão presentes várias espécies de mamíferos marinhos como: as baleias, os golfinhos e lobos marinhos, em um total de 24 espécies sendo que duas são endêmicas.

Correntes

Correntes Marinhas:

Toda a variedade de espécies marinhas que existem no Arquipélago é devido a sua localização, pois esse encontra-se em um ponto de encontro de correntes oceânicas superficiais e profundas muito distintas. A corrente de águas superficiais Sul - Equatorial é uma das principais e move-se em direção este - oeste. A essa corrente soma-se a de águas frias que vêem desde Peru ou Humboldt, e desde o norte vem a corrente de águas tropicais, ou seja, a corrente do Panamá. A subcorrente Equatorial de Crowmwel, que vem do oeste é possivelmente a mais importante porque viaja pelo fundo do mar e sobe a superfície ao encontrar-se com Galápagos trazendo dessa forma águas frias e ricas em nutrientes que acabam por formar a cadeia alimentícia e manter os depredadores finais como tubarões, lobos marinhos e espécies migratórias como as baleias. Galápagos possui espécies marinhas fascinantes que vivem no ar, na terra e na água, estas se destacam mundialmente.

Top - Photo by Derek Keats / CC BY Left - Photo by Dallas Krentzel / CC BY Middle - Photo by Paul Krawczuk / CC BY Right - Photo by Derek Keats / CC BY

Espécies

Espécies Marinhas: 

Temos o Tubarão de Galápagos (endêmicos), o Tubarão Gália Branca, o Tubarão de Pontas Negras do Recife, o Tubarão Martelo, o Tubarão Baleia, a Arraia Manta, a Arraia Dorada, a Arraia Pintada, a Arraia Preta e várias espécies de peixes. Entre o que mais se destaca temos o Tubarão de Galápagos (Carcharhinus galapagensis) que são endêmicos das ilhas, porém podem ser encontrados em todo o mundo, podendo crescer até 3,7 metros e uma das características marcantes é a nadadeira dorsal alta com uma ponta ligeiramente arredondada. São predadores ativos que andam em grupo e comem peixes, os de maior porte  comem outros tubarões menores, iguanas marinhas e leões marinhos.

Aves

Aves Marinhas:

Como o arquipélago possui uma vida marinha muito diversa, isso ocasiona que várias espécies de aves marinhas passem a viver e migrar para as diferentes ilhas. Podemos de essa forma ver espécies como: o Piqueiro de Patas Azuis, o Piqueiro de Patas Vermelhas, o Piqueiro de Nazca, a Fragata Real, o Pelicano, a Ave Tropical, a Gaivota de Cola Bifurcada e Flamingos. Porém as espécies mais famosas são às endêmicas do arquipélago, entre elas temos: o Albatroz (Diomedea irrorata) que é uma espécie única da Ilha Espanhola, o Cormoran que não voa (Nannopterum harrisi) pois devido a falta de predadores deixou de usar suas asas que acabaram por ficar mais curtas e o Pingüim de Galápagos (Sphensicus mendiculus) sendo o único pingüim ao norte da linha do equador que vive nos trópicos, com apenas 35 centímetros é o menor pingüim do mundo, existem apenas 1.000 pingüins dessa espécie que costumam viver em pares.

Répteis

Répteis e Mamíferos:

Entre os mamíferos temos o Lobo Marinho de Galápagos e o Lobo de Dois Pelos, que se encontram por todas as llhas. Entre os répteis estão: a Tartaruga Marinha (chelonia mydas agassisi) e a famosa Iguana Marinha endêmica das Ilhas Galápagos (Amblyrhynchus cristatus), que é o único lagarto que se alimenta debaixo do mar, os adultos geralmente possuem uma cor cinza ou negra, porém algumas têm também a cor verde e vermelha em suas costas, essas cores são resultado da alimentação que possuem pois comem algas. As iguanas marinhas possuem uma cauda ótima para nadar e ajudar a locomover-se a profundidades de até 10 metros aonde podem ficar procurando por comida e comendo algas por até 10 minutos, após alimentarem-se, retornam para terra aonde ficam ao sol, junto com outras iguanas para poderem esquentar-se e através da emissão de saliva retiram o sal do corpo. São animais terrestres e muito interessantes de serem observados.

Fale Conosco!
 
skype latino.walks
phone 02 222 9812 / 09 80681498
mail icon info@latinowalks.com

Visite-nos!

building icon

Baquedano 23-45 y
Reina Victoria
Quito - Ecuador

Aceitamos!

visa iconomastercard icono america icono
diners icono western icono 
Ecuador: Ama la vida            

amalavida3captur2